domingo, 28 de setembro de 2014

Notícias sobre o Futuro



Jodi Wilson


Sobre lembranças prefiro a versão das conchas. Distraídos andamos na areia e o coração no mar, por vezes, aquele formato curioso e com cores mescladas pescam nosso olhar. Nos agachamos e buscamos. Com a mão espalmada investigamos todos os lados até a escondermos. E agora uma concha resguarda outra...Um outro olhar. Lavamos a concha em água fria, porém doce. Secamos ao sopro ou com as horas do dia. Escolhemos um vasinho e depositamos na estante. Perto o suficiente para quando os olhos quiserem visitar. Distante o suficiente para outras descobertas.

Karinne Santiago

NAU DOS SEUS LÁBIOS

Christian Schloé


Os versos velam os lábios
dos beijos que almejo

como cingir palavras
e distâncias

ou resguardar do mar,
o sal.


II

No contorno do lábio
certo abraço

é o sabor do abrigo.


III

Represa nos lábios
os versos que escrevo

Deixem que decantem sonhos
ou suspiros.

Karinne Santiago.