domingo, 1 de junho de 2014


Catrin Welz Stein

Quando romper o coração
Verás quantas distâncias
Tinha como pulso

Vieses onde passeavam ausências
Prolongavam no corpo
 Caminhos fantasmas.

Karinne Santiago



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!