domingo, 1 de junho de 2014

A textura do desejo



google imagens
I

O arrepio explicita vontades
Logo o rubor dissolve-se em suores

Jocosos segredos
Escorrem-nos entre as carnes

A rigidez abre fendas
Montes denunciam caminhos

Tremores nos prendem
Ou dilatam
Libertam os lábios

Primeiros, altos
Posteriores, flores.

II

A secura dos lábios
Contrasta o lençol

Descreve a volúpia
Entre a sede e a seda

Trama a renda dos corpos
Tece fios, não só deleites...

III

Sobre os castanhos descansam gris
Perturbando-me águas

Entre gris certa mucosa de castanhos
Romã ou pagã

Aromas e hálitos
Elevam-nos.

Karinne Santiago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!