domingo, 5 de janeiro de 2014






Não descanse sobre meus braços esta ausência
Em breve, hei de acostumar-me a ela
E desta feita
Todo aceno, será um afago

Irei enamorar-me do vazio
Daquela sombra posta sobre minha mão
Antes da sua partida.


Karinne Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!