sábado, 7 de dezembro de 2013

todo desejo é fome (ou gula)


" Ama-me. Embora eu te pareça
Demasiado intensa. E de aspereza.
E transitória se tu me repensas" .

Hilda Hilst.


não encontrado


Alimentava os dedos com seus espasmos. Cinco bocas.
Línguas perdiam-se entre tantas fomes. Nossos pratos.
Servidos como desejos rasos. Explícitos corpos.


A mesa posta sem resistência. Dava ao amarrotado linho.
A conversão da pele rígida em suores. Águas como brinde.
Confundiam-se porcelanas e nossos dentes. Ao tilintar dos gemidos.


Karinne Santiago. 














quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Ensaio sobre a Primavera IV

Parque da Redenção, Karinne Santiago.





fomos nos cercando de pesares
até pesarmos um no outro

apesar de vazios.



Karinne Santiago.

domingo, 1 de dezembro de 2013

pois quais os desejos que não tardamos?


Malcolm Liepke


beijo-lhe mais tarde, meu amor.
assim como a noite não nos cabe
neste negro e inexato tempo

pois quais os desejos que não tardamos?

deixemos que nos esqueçamos
por qualquer romper do dia
já se faz longa a despedida

beijo-lhe mais tarde, meu amor.
quando a noite já nos seja alta
e a lua diminuta nos confunda

pois quais os desejos que não tardamos?


Karinne Santiago.