segunda-feira, 18 de novembro de 2013

para constar

klimt
por que
se impõe
destroçando
o que resta
de bonito?


vem sorrateiro 
tramando veneno
covardia
leviandade

o rastro
amargo
da herança
carrego
no nome

por um
fio

silêncio
sórdido

a mão
que alisava
o ventre
da menina
agora, advoga

é a lei
o dinheiro
o beijo escroto
do empresário
pousa

quem é
mais doente?


Karinne Santiago




































domingo, 17 de novembro de 2013

SONHO DE MULHER É IMENSIDÃO



Catrin Welz-Stein
    Para Milena Machado


vai andorinha
desmistifica as nuvens

voa alto
depressa

é algodão-doce?

vai andorinha
se agita

sobe
corta o vento

é anil todo firmamento?


Karinne Santiago

nunca dantes navegada- III

Jill Saitta





verso o mar
para aplacar
salinidades

esse gosto
tão singular
de maresia

arrebenta-me!

Karinne Santiago
Cristian Schloé






Minha alma está vazia. Um alvo oco
O vento transpassa-me. Nenhum arrepio
Ou lágrima, riso ou poeira. Apenas inexisto.


Karinne Santiago