sábado, 30 de novembro de 2013

Minha doce ventania

  Para Vinícius Santiago, meu amor 

Klimt



nasce ventania
logo meu peito oscila
entre um riso
e outro

cresce ventania
rápido se aninha
entre um braço
e outro

persiste ventania
breve novos ares
entre um olhar
e outro.

Karinne Santiago.

2 comentários:

Vamos poeticar?!