sexta-feira, 15 de novembro de 2013

última resistência


Não sei se quero descansar, por estar realmente cansada ou se quero descansar para desistir.


Clarice Lispector


Cristian Schloe


Não estou em seu riso, afago ou saudade. Sou paisagem.
Aquela que além do horizonte não enxerga. Moldura vazia.
Sobrevivo em sua cegueira com os braços estirados por afeto.

Sinto os dois vãos principiando abismos. Ampulheta.
A areia é o tempo ou minha presença. Esvaindo-nos.
Sua lira oferece breve despedida. Logo parto.



Karinne Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!