domingo, 17 de novembro de 2013

Cristian Schloé






Minha alma está vazia. Um alvo oco
O vento transpassa-me. Nenhum arrepio
Ou lágrima, riso ou poeira. Apenas inexisto.


Karinne Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!