segunda-feira, 21 de outubro de 2013



Catrin Welz Stein


Ah, não venha dizer-me que não sente quando dia rompe
Atrás das horas, atrás das nuvens
Há sempre um olhar resguardando o horizonte 
O céu explode em cores para depois descansar negro
Como quando cerramos os olhos para sonharmos por dentro.

Karinne Santiago