quinta-feira, 18 de julho de 2013

Google Imagens



quem sabe possa me perder em seu peito
ao mesmo tempo que me encontro

então você ache graça em ser ninho
e me aqueça como passarinho
no que chamam amor

mas não desconfia da intenção de pouso
por vezes, traz os braços cruzados, os punhos fechados
parecendo estilingues ameaçando chegadas

Karinne Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!