terça-feira, 18 de dezembro de 2012




arremato
minha solidão a sua 

alinhavo vazios

moldo minha pele
no contorno dos seus braços
dobro o tempo e amasso

ajusto o amor
espeto o dedo

esqueço que esgarça


Karinne Santiago

Foto: Richard Calmes

4 comentários:

  1. Não sabendo como publicar nos Mimos, nem como contatar a amiga, ouso aqui publicar, esperando que não a desrespeite, ofenda ou atrabiliário seja. Úm natal de muito amor e feliz, desejo pra ti e para as pessoas que amas.

    INCONDICIONAL AMOR

    O amor de que falo
    não é de fátuo estalo,
    nem do forte por si.
    Não é comiseração,

    sequer é compaixão,
    pois que amor de mim
    por ti, de nós todos, sim,
    pelo outro, de adesão,

    de caminhar de mão dada
    de beijar, de abraçar
    seguir a mesma estrada.

    O amor que desejo tem nome,
    como do menino que cresceu
    e por Madalena se fez homem.

    ResponderExcluir
  2. A amizade é uma grande prova de amor... e esta data nos remete a tantas ternuras e reflexões.

    Bom saber da sua amizade e estima...

    Obrigada pelo sentimento e palavras tão lindas.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Fred Caju,

    que seja de intensa paz...seja bem vindo e obrigada por confiar em minha poesia.

    Feliz 2013!!!

    ResponderExcluir

Vamos poeticar?!