sexta-feira, 9 de novembro de 2012

em si: a solidão fulgura: em mim inaugura só*








impregnada de mim e singular eu
sopro restrito em canto uníssono
monólogos de reflexos únicos
apenas sou, digo-me...

dei-me absorta
a passear-me povoada
numa solidão de próprio
logo me defronto 

Karinne Santiago




* Inspiração de título: Assis Freitas

3 comentários:

Vamos poeticar?!