segunda-feira, 15 de outubro de 2012

tolo, tolo, tolo, tolo, tolo, tolo...tolo!!





o amor cruzou os braços
quis esconder o peito
ameaçou cada batida
reclamou silêncio
ordenou respeito

mas o coração
não teimou
nem obedeceu

é involuntário!!

Karinne Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!