segunda-feira, 22 de outubro de 2012

amanheci deserto
melancolia era veste
fitando ao longe imensidão

o sol encandeou suor 
escorrendo como lágrima 
rolou na pele marcada
salinidades

pingou longo no seco
brotou na areia um círculo
afundou macio anunciando espera
fundiu vendavais em mim

enfim percebi
toda lembrança finda
(em poeira)

Karinne Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!