sábado, 20 de outubro de 2012





a lua se alonga debruçada ao mar
o farol lambe o reflexo da noite
as espumas que redesenham
o olhar saudoso das estrelas
descobrem o segredo da sereia

Karinne Santiago

2 comentários:

  1. [e nelas, nas caudas onde se tecem as estrelas

    ficarão os segredos guardados!]

    um abraço,

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. deixe o canto embelezar sutilezas

    Abraços!!!

    ResponderExcluir

Vamos poeticar?!