terça-feira, 11 de setembro de 2012






o tinto
depositou carmim

língua aveludada
rendida em vermelho 
adocicado aroma

quentes segredos 
solvidos em contas

montes 
ao céu da boca
destilam
detida paixão
em taças
tilintam espumas
aos goles

escorregam calores
ao colo
embaralham a voz
entre risos frágeis

desejo rotulado
por safra

Karinne Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos poeticar?!