quarta-feira, 20 de junho de 2012

PRAZER EM LER


Como livro de capa censurada
Põe-me à mostra(prova) diante de ti
Abre-me cuidadoso e folheia-me
Lambendo as pontas dos dedos
Entre páginas maiores e menores
Inaugurando-me em observações
Dedilha-me pauta por pauta
Num apontamento minucioso
E exclamas sobre algum ponto

Por vezes, reinicia a leitura
Atentando-se as orelhas
Refeito em pensamentos
Aproxima-se e ruboriza-me
Umedecendo os lábios curiosos
Sentindo perfume das páginas novas
Deleita-se em invenções de romance
E geme com recordações passadas

Cansa, remexe-se e ajeita-me
Mergulha em interpretações
Alinha-me aberta sobre você
Reconduz o olhar a procurar
Algum espaço escondido
Onde possa penetrar envolvido
Entre as grandes capas do livro

Parecendo saciado
Divaga apertando-me
Retoma-me as linhas
Absorve-me letra por letra
Mastiga calado os fatos
Inebriado confere-me
E depois se desvencilha
Encostando-me no peito

Karinne Santiago

2 comentários:

  1. Muito lindo! Imagem incrível !
    Roberto J.R. - Facebook

    ResponderExcluir
  2. Especial, tê-lo aqui...beijo, Roberto!

    ResponderExcluir

Vamos poeticar?!