domingo, 18 de março de 2012

POETIÇARIA




A paixão questiona inspirada em poesia
Sobre os corpos amantes em surpreendente elo
Gargalha cometas na boca da noite cintilantes pedidos
Em constelações anunciadas entre estrelas cadentes
Os mapas dos destinos valsam sobre o manto negro
Como mãos delicadas transpõem os signos aos desejos
Brincam com a sorte em doces feitiços de aroma romã

Astrais em brisa de lua rompem ocultos mistérios
Os sonhos se organizam em metáforas do amanhã
É o capítulo estreado em página de papel seda
Sábias rezas em bocas miúdas instigam a vida
Feitiços aprendizes acalentam dores passadas
Unem-se canções melodias de pássaros
Indecente inauguro magias pagãs

Com caleidoscópio te observo em inocentes rimas
Asas de borboletas invadem mundos
Em nordestes de sóis e bússolas de vários anises
Remendo saudades nas nuvens de suas sombras
Lanço beijos que escapam em raios curtos
Do astro rei o meu calor rainha
Convido-te atrevida num romance indecifrável
Ainda embalado em runas

Karinne Santiago