terça-feira, 3 de janeiro de 2012

INFERNO



Poesia rima a dor
Que o coração agoniza
E que não se desfaz
Em prantos
Uma noite vazia

Poesia berra a ira
Berra! Berra!
Mas o peito frágil
Se contraí
E nada sai

Nada...
Nem a dor
Nem a ira

Karinne Santiago