domingo, 2 de outubro de 2011

POEMINHA IMPROVISADO






Deixei de pensar somente em mim
Quando meu coração deu conta de nós dois
E a música me conduziu em brisa
Como leves notas de uma melodia
Espalhando boas vindas
 Para quem de longe anuncia um novo amor

Deixei de pensar somente em mim
Quando meu coração serenizou a solidão
E meus dias coloriram-se de repente
Como borboletas em arco-íris
Num turbilhão incandescente
Trazendo sorrisos como caleidoscópios

Deixei de pensar somente em mim
Quando meu coração se emocionou acrobata
Transcorrendo no ar piruetas transparentes
Despertando nos olhos quase amedrontados
Robusta profusão de sentimentos
Que em pé se aplaude
E do suspense reescreve capítulos à parte

Deixei de pensar somente em mim
Quando meu coração compreendeu o truque
E descartou de vez a previsão sobre o calendário
Que apenas de mágoa sobreviveria
E feliz jamais voltaria a ser

Karinne Santiago